Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

República Independente do Alto de Paço de Arcos

Toda a zona ocidental da Península Ibérica está ocupada pelos portugueses…toda? Não! Uma vila habitada por irredutíveis paçoarcoenses conseguiu a sua independência 19 meses depois do 25 de abril de 1974!

Toda a zona ocidental da Península Ibérica está ocupada pelos portugueses…toda? Não! Uma vila habitada por irredutíveis paçoarcoenses conseguiu a sua independência 19 meses depois do 25 de abril de 1974!

República Independente do Alto de Paço de Arcos

30
Abr20

4ª temporada - O Boquinha de Milho (8)


Comandante Guélas

 

Hoquei 2.jpg

8 

“Certamente vocês, a nação paçoarcoense, conquistarão a vila. E quão maravilhoso será o seu comandante, o Comandante daquela nação. E quão incrível, quão maravilhoso será o exército daquela nação, assim como a sua equipa de hóquei!” – Tenente Proveta ao dar início à invasão do sul comunista.

Os flatos do Focas eram sons que doíam, e atingiam sempre a débil fronteira das lágrimas do Kid Aromas, que naquele dia histórico tinha o peito mais enfunado do que a vela de um galeão. A complexidade religiosa paçoarcoense era assinalável, por isso o irmão padre do Serapito dizia que a vila-Estado era uma repartição do Céu na Terra, com alguns empréstimos feitos no Inferno. O Alerta PA do dia informava que o Dr. Protético, irmão do Vitinha, arrancara vinte dentes ao Tubarão e ninguém gritara “pecado”! O regresso do Bill à Mãe-Pátria não trouxera só três magníficos, mas sim uma equipa inteira no porão, sinal de que o mister já tinha adquirido muitos hábitos chineses. E cada atleta trazia escondidos na sua bagagem quadros de cavalos e de toiros assinados pelo Boquinha de Milho, um velho sem maxilar inferior, que passara o resto da reforma a fazer desenhos na Oceania. Mas o Bill trouxe também felicidade à vila, porque mal pôs um pé em terra o Manel Canocha, irmão do general Titó e do Joaquim, o comuna mais empedernido de Paço de Arcos, dera o berro, deixando vaga a casa ao lado da Dízima e por baixo da Elisinha Explicadora. Na escola, do bando de comunas, só o Bill chegou longe, porque depressa aderiu à causa guélanista, passando a limpar o cu aos ensinamentos do camarada Lenine, uma múmia do Kremlin que morrera atestado de sífilis, borgalhotas e piolhos. Aliás, fora o mais novo dos titós que dera o alerta ao jornal da terra, o Avante Bilov: “morreu o Keidas com um tiro nos cornos”. Por Keidas queria dizer Kennedy! E apesar da notícia estar um pouco atrasada, o Bill escreveu-a na mesma, tinha de dar nas vistas se queria ter um futuro como jornalista da LUSA. Mas o dia corria-lhe bem, as notícias eram em catadupa, o Lourenço, dono da Plim-Auto na terra dos pés negros, onde o Choné mandou arranjar um R5 “Alpine”, preto, de jantes alargadas, com que o Focas e o Chinoca se espetaram na curva da casa dos Baptistas, que queimaram a cabeça do vizinho Milhas, que mais tarde se casaria com a Sesaltina, vizinha do João da Quinta e do Zé dos Porquinhos, despistara-se na curva das Fontainhas com o seu Matra de fibra de três lugares, com uma puta com casaco de peles e o Ferramenta, e este por não ter o cinto foi fazer companhia com aquele que andara a comer a Marilyn Monroe, Marie Hemorroidas para o Keidas.

- Vai tudo dexpulso do bar, - ameaçou o senhor Daniel.

Mas o escândalo dos quadros falsos do Boquinha de Milho ocupava a primeira página: O Luis de Espanha descobrira, no Arvoredo, que ele copiava os desenhos por cima, decalcando-os em casa, para depois dar a impressão de ser um artista de renome mundial. Foi expulso do café pelo dono ofendido que, por ser uma atração, dava-lhe comida à borla. Assentou arraiais na Oceania, e deixou um seguidor, o irmão da Marina, que fazia o mesmo usando outra técnica, projetar desenhos numa tela e copiá-los.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D